14 Dias
Duração
Lisboa
Localização

Nosso roteiro Portugal Espanha é perfeito para quem deseja visitar a Peninsula Ibérica, este conjunto de países irmãos que tanto têm em comum, desde ambas fundações até ao presentes dias, das diferentes civilizações e até religiões que por aqui passaram e aqui deixaram um pouco de si, originado estes dois Países, Portugal e Espanha em nosso roteiro irá entender tudo isso.

Nº Pessoas 2 3 4 5 6 7 8
Preço Total 4950€ 5150€ 5290€ 5400€ 5690€ 5850€ 6000€

LOCAL DE PARTIDA Hotel/Apartamento, Lisboa
HORA DE PARTIDA Os dias começam pelas 9:00 AM aproximadamente
TEMPO DE RETORNO Os dias terminam pelas 18:00 aproximadamente
INCLUÍDO
Wifi Grátis

Refeicões e dormidas do guia

Águas Grátis

Viatura Extremamente Confortável

Transfers
NÃO INCLUÍDO
Refeições
Entradas em Monumentos

Hoteis

A história de Portugal começa com a vinda de um conde do norte da Europa para ajudar na reconquista da Península, pelos seus belos préstimos acaba por casar com uma filha do rei de Leão sendo lhe atribuído o Condado Portucalense, deste casamento nasce D. Afonso Henriques, que mais tarde se decide a desenvolver o condado para que se torna-se um país independente, para isso teve que se revoltar contra os partidários da dependência, e lutar contra a sua própria mãe que queria se voltar a integrar o condado de Leão após a morte de seu pai.

Em 1492 Fernando de Aragão e Isabel de Castela casam-se e unem estes dois reinos, formando a Espanha, esse casamento, vem definitivamente terminar com o condado de Granada o bastião ainda restante, no entanto a população Árabe que ficou com a população de origem romana e visigoda, formando a atual população espanhola.

Os idiomas português e espanhol entre outros idiomas minoritários como o catalã e galego acabaram por preservar as suas raízes do antigo latim dos romanos, por isso muitas palavras de origem árabe foram introduzidas no vocabulário hispano-lusitano, entre outras: almanaque, açúcar, azar, alcateia, alfaiate, algarismo, algodão, arroz, enxaqueca, garrafa, fulano, javali, laranja, limão, magazine, oxalá, matraca, safra, tambor, tapete, xarope, xadrez, álgebra, café, cifra, nora, damasco, chafariz, algodão, almofada, algema, mesquinho, sucata, penssa-se que totalizem mais de 600 as palavras e/ou expressões de origem árabe na língua portuguesa.

GuardarGuardar

GuardarGuardar

GuardarGuardar

GuardarGuardar

GuardarGuardar

GuardarGuardar

GuardarGuardar

GuardarGuardar

GuardarGuardar

GuardarGuardarGuardarGuardar

GuardarGuardar

GuardarGuardar

GuardarGuardar

GuardarGuardar

GuardarGuardar

GuardarGuardar

GuardarGuardar

GuardarGuardar

GuardarGuardar

Inicio

Transfer desde o aeroporto

O Nosso Roteiro Portugal e Espanha começa com a vossa chegada, onde ainda no caminho lhes damos umas dicas da cidade bem como restaurantes ou outros locais interessantes junto ao Hotel.
1º Dia

Lisboa

Saída do hotel para uma visita à cidade que viu partir marinheiros do deslumbrante rio Tejo na descoberta de outros povos que tanto nos abrilhantou. Contemplar a linda praça do Marquês de Pombal, em que aparenta o estadista a estar a olhar para a sua Lisboa reconstruída do terramoto em 1755. A avenida da Liberdade, a praça do Rossio, onde preservamos na nossa memória o Imperador e Rei D. Pedro. As ruas rigorosamente desenhadas, para que viessem a ser um grande centro comercial, abastecido pela linda Praça do Comércio com as sua galerias de arcos que as colunas no Tejo admiram, espreitarmos as apertadas ruas da velha e resistente Alfama que não cedeu ao terramoto, admiramos a Sé de Lisboa que viu nascer Santo António e a Brasileira que homenagea Fernando Pessoa ali no Chiado, o noturno Bairro Alto, a Assembleia da Republica onde os deputados traçam as nossas vidas, o Tejo e a sua pendurada ponte 25 de Abril com o Cristo Rei a abraçar-nos, o Bairro de Belem e as suas monumentais obras: a torre de Belem, o Padrão dos descobrimentos, o mosteiro dos Jerónimos que alem da sua beleza nos forneceu os monges para nos ensinarem a fazer aquele pitéu que não podemos renunciar “o pastel de Belem”, depois temos a cidade nova de Lisboa a que chamamos o “Parque das Nações”, com o seu Oceanario, a bonita estação de comboio, a extensa ponte Vasco da Gama e a sua feira internacional de exposições. Isto é Lisboa, desfrutem-na.

Pernoita em Lisboa

2º Dia

Sintra, Cascais e Estoril

Saída de Lisboa em direcção a Sintra, com paragem e visita se o desejarem ao palácio de Queluz, onde poderão ver o salão onde os embaixadores eram recebidos e sentir a atmosfera das festa no salão nobre. Recordar onde nasceu e morreu o vosso Imperador D. Pedro I e os seus lindos jardins, muito mais pequenos, mas de inspiração dos do Palácio de Versalles. Depois saímos para Sintra, e aqui, recomendamos uma visita no romântico Palácio da Pena, “sempre que seja permitido” situado no ponto mais elevado do parque de Sintra com uma vista deslubrante e sentido familiar da sua construção. Depois vamos até ao centro da cidade, tempo livre para compras e saborearem as doçura locais, ex: travesseiros. Continuamos depois para o lugar onde a terra acaba e começa o mar “diz o Camões”, o Cabo da Roca. Continuação pela praia do Guincho, a preferida dos surfistas, até chegarmos à cosmopolita cidade de Cascais, com sua bonita marina, a cidadela e seu centro. Depois passamos por Estoril, famoso pelo seu casino e suas misteriosas historias ligadas à espionagem. Regressamos a Lisboa.

Pernoita em Lisboa

3º Dia

Lisboa - Évora - Algarve

Saída de Lisboa em direção ao Algarve que foi o ultimo reduto de presença muçulmana, mas que hoje é uma estancia balnear por excelência, onde os habitantes de climas frios na Europa, escolhem as águas mornas e areias finas para desfrutarem as suas férias e viver depois de aposentados. Mas vamos primeiro ver como preparamos aquilo que somos o maior produtor do mundo, “a cortiça” e depois, visitarmos a romana, mourisca e católica Évora, onde podemos sentir o que é uma cidade amuralhada, típico da época medieval, com o que resta do que foi o templo dedicado à Deusa da noite, lua e caça “Diana”, as construções do seu casario muçulmano, a catedral e a Igreja de S. Francisco com a misteriosa capela repleta de ossos. Depois de saborearmos a boa comida alentejana, vamos digeri-la pelas planícies Alentejanas, e apreciarmos a sua flora e os bandos de quadrúpedes que por aqui se alimentam, os olivais, vinhedos e sobreiros até chegarmos ao Algarve para um merecido descanso.

Pernoita em Albufeira ( Algarve )

4º Dia

O Algarve

No Algarve (Albufeira) saímos em direcção a Sagres, onde o Infante D. Henrique e Grão-Mestre da Ordem de Cristo/Ordem dos Templários, fundou a Escola de navegação que tanto nos viria a fornecer bons marinheiros, depois vamos até ao Cabo de São Vicente e seu farol, local onde se dizia que: este local em forma de cunha, era o ponto mais a Ocidente da Europa e do mundo habitado. Regressamos à bonita cidade de  Lagos, mas de má memória pela construção e uso do mercado de escravos, mas com uma excelente gastronomia, onde o peixe é a refeição mais apreciada. Regressamos pela bonita Praia da Rocha, passagem por Portimão e Albufeira.

Pernoita em Albufeira ( Algarve )

5º Dia

Albufeira - Vilamoura - Faro - Tavira - Sevilha

Vamos deixar o Algarve para nos divertirmos ao som  do flamengo na Andaluzia, ambas regiões com muita influencia árabe. Mas antes passamos por aquela que é a mais sofisticada área do Algarve: Vilamoura. com seu casino, marina e hotéis de luxo, em contraste com Faro que será a próxima cidade e capital desta região do Algarve, onde a sua cidade velha nos oferece uma excelente atmosfera para um bom almoço. Depois vamos para Tavira, pequena cidade com cunho mourisco com seu castelo, igrejas e mercado que o rio Gilão divide mas que a sua antiga ponte une ambas as margens, continuamos para Espanha pela fronteira natural: o rio Guadiana, até chegarmos à capital da Andaluzia: Sevilha.

Pernoita em Sevilha

6º Dia

A Andaluzia

Sevilha, capital da Andaluzia que foi fenícia, cartaginesa e romana depois do general Cipião Africano ter derrotado os cartagineses e fundando a Bética, termina o Império romano e chegam os Cartagineses e destes os muçulmanos, onde constroem o Alcazar, mesquitas, a Giralda. Com a descoberta da America a cidade vive o seu “século de ouro” com a chegada das riquezas que chegam das Américas e constroem: a catedral, casa Pilatos, etc. No entanto a cidade vai ser influenciada pela contra-reforma de tal forma que se transforma numa cidade convento, e em 1671 onde haviam 45 mosteiros de frades e 25 de freiras, tão bem retratado hoje na “semana santa”. Nos tempos modernos Sevilha  organiza duas exposições internacionais: 1929 e 1992, onde podemos visitar o parque Maria Luisa e seu lindo pavilhão de Espanha, a sua fabrica de tabaco, famosa pela ópera de Georges Bizet “Carmen”, hoje universidade, a torre del oro, o Guadalquivir, a praça de touros da Maestrança e o baixo de Santa Cruz. Tarde será livre, mas ao final da tarde recomendamos um espectáculo de flamengo.

Pernoita em Sevilha

7º Dia

Sevilha - Córdoba - Baena - Granada

De Sevilha vamos para Cordova com uma visita á Catedral outras das grandes influencias da cultura Árabe em Espanha, á ponte Romana protegido por São Rafael o Santo Padroeiro da Cidade e ainda o Alcazar que atravessou todas as diferentes civilizações. Aquele que foi a mais importante cidade na passagem do primeiro milénio, onde os filósofos Maimonidas e Seneca nos forneceram tanto de suas ideias, seguimos para Granada com paragem em Baena /pueblo blanco) onde, sempre que possível visitaremos um lagar onde se fabrica o azeite.

Pernoita em Granada

8º Dia

Granada - Alhambra

De manhã visita a Alhambra e jardim de Generalife, monumento mais visitado em Espanha, sua história é um reflexo da própria Espanha, com épocas de esplendor e  invejas de diversas cortes durante séculos de penúria e ocultismo, um grande exemplo de diversidade de culturas e grande poder e imponência na península ibérica.De tarde visita a pé pelas calles de Granada à sua Catedral onde se encontram sepultados os Reis Católicos, restante do dia livre, para compras e demais atividades.

Pernoita em Granada

9º dia

Granada - Toledo - Madrid

Granada por Puerto Lapice, lugar onde se diz que Cervantes ali viveu, os moinhos de Consuegra até chegarmos à Imperial cidade de Toledo que foi a primeira capital da Espanha unificada. Nesta visita serão transportados até à Catedral e depois o restante é feito a pé até um lugar agendado pelo vosso Guia/motorista. Nesta cidade faremos uma visita panorâmica em torno do rio Tejo que abraça 3/4 da cidade. No final da visita seguiremos para Madrid.

Pernoita em Madrid

10º Dia

Madrid

Visita á cidade de Madrid, onde faremos uma visita panorâmica por: Plaza e estação da Atocha, passeio del Prado e museu botânico, museu del prado, Jardins do retiro, Porta de Alcalá, Las vendas (praça de touros) Fontes de Neptuno e Cibeles, passeio da Castelhanas e seus ministérios até ao estádio de futebol do Real Madrid (Santiago de Barnabeu), depois passamos pela sofisticada Calle Serrano, Calle Maior, Praça de Espanha até ao Palácio do Oriente, onde, se desejarem podem visitar o palácio e a nova catedral de Almodena. Regresso ao hotel ou tempo livre para visitarem a Puerto del Sol e Plaza Maior.

Pernoita em Madrid

11º Dia

Madrid - Ávila - Salamanca

Madrid por El Escorial, onde poderão visitar esta enorme construção dos reis Filipes e seu panteão, paragem nos 4 postes para uma bonita fotografia das muralhas de Avila, e continuação para Salamanca, onde depois da chegada ao hotel faremos uma visita pedonal da cidade nesta linda cidade universitária, com suas universidades, casa das conchas, suas Catedrais e a mais bela Plaza maior de Espanha.

Pernoita em Salamanca

12º Dia

Salamanca - Aveiro - Porto

Regressamos a Portugal por Aveiro e seus canais, onde podemos fazer um passeio num Moliceiro, barcos utilizados em tempos para o transporte da moliça, hoje utilizados para pequenos passeios nos canais em Aveiro, uma “gôndola” Portuguesa se assim podemos chamar, tempo ainda para explorar o centro, com inúmeros edificios Art Nouveau e mais uma das heranças de Gustavo Eiffel em Portugal, o mercado de Aveiro. E ainda a Costa Nova e suas casas listadasque no passado nasceram palafitas, e poderemos de novo degustar o nosso bacalhau, depois vamos até aquela que é a nossa invicta cidade de Porto.

Pernoita no Porto

13º Dia

O Porto

Dia totalmente dedicado à cidade que nasceu no Monte dos Vendavais, que primeiro lhe chamaram Cale, depois Portus Cale até chegarmos a Portugal. Mas por aqui passaram os Celtas, os Romanos que vinham e iam de Olissipo para Bracara Augusta, os Suevos com o seu bispo, até que são atropelados pelos muçulmanos, mas só de passagem porque o conde Vimara Peres os mandou embora e a religião Cristã foi solidificada com a construção de conventos, mosteiros e igrejas ao longo dos anos, e muito bem construída pelo Nasoni, Almadas e Ingleses que descobrem nesta cidade uma fonte de riqueza. Cria-se a Companhia do Vinho do Porto e transformamos Vila Nova de Gaia um lugar com a maior concentração de álcool no mundo. Mas no Porto não podemos perder a Rua de Santa Catarina e o Café Majestic, a Rua das Flores, a Estação de São de São Bento e seus azulejos, o Palácio da Bolsa, Igreja de São Francisco, a Ribeira e a eclética Ponte de D. Luis. Tudo isto mais a Torre dos Clerigos e a harmoniosa livraria Lello que Harry Porter a recorda. Porto foi solidário com o seu filho Infante D. Henrique, com Portugal e Brazil, por isso a mais bonita praça na Avenida dos Aliados, se chama D. Pedro, e lá está continua estar sentado no seu cavalo, embora seu coração esteja na Igreja da Lapa.

Pernoita no Porto

14º Dia

Porto - Coimbra - Fátima - Lisboa

Saída do Porto em direcção a Coimbra pelas excelentes auto-estradas que o país nos oferece, ao visitarmos o encanto, beleza e lágrimas desta cidade que só os estudantes sentem, ficamos com a ideia que foi correta a decisão de ser escolhida como a nossa segunda capital, onde podemos admirar os túmulos dos seis primeiros reis no Convento de Santa Cruz, tão bem trabalhado por Chanterrene e seus seguidores. Mas Coimbra tem o seu lindo rio e o choupal, o mosteiro de Santa Clara Nova e Velha, o Portugal dos pequeninos, a Quinta das Lágrimas que tanto amor assistiu a Pedro e Ines de Castro. Coimbra assiste aos milagres da Rainha Santa Isabel em transformar o pão em rosas, Mas a Universidade é a excelência da cidade, e quando visitamos a sua biblioteca barroca Joanina ficamos mais ricos pela sua beleza, o pátio, a capela de São Miguel, a Via Latina e a torre sineira da universidade que tanto distúrbios causa aos estudantes, daí, lhe a chamarem a cabra. Depois vamos para Lisboa, embora com empo ainda para uma passagem pelo Santuário de Fáima para agradecer este feliz roteiro que acabamos de fazer em 14 dias, saímos mais ricos nos conhecimentos e confortados porque não visitaram um país qualquer, mas um prolongamento do vosso.

Pernoita em Lisboa

Final

Transfer para o aeroporto

Tour Reviews

5.00 based on 1 review
23 Outubro, 2018

Na cidade do Porto, a pontualidade de Ricardo Caetano, assim como o tratamento cortês durante o traslado para a estação de trem, já nos deixou tranquilos quanto ao acerto na escolha da Walkborder.
Em Lisboa, fomos recebidos amavelmente por Joaquim Nunes, o qual, nos dias que se seguiram, demonstrou pontualidade, cortesia, responsabilidade e um amor especial pela atividade de turismo, que realiza com mestria.
Joaquim é um capítulo à parte e muito especial: demonstra fazer o que gosta, com vitalidade e bom humor que surpreendem. Além disso instiga-nos uma visão crítica da realidade que nos cerca, fruto de conhecimento variado, profundo e amplo dos assuntos da vida e da sociedade em geral. Joaquim não se contentou em fazer um mero tour por Lisboa ou um passeio até Fátima; com nosso consentimento – por ele solicitado de forma extremamente respeitosa e preocupada – convidou-nos a refletir criticamente sobre os fatos da vida, enquanto repassava conosco a história de Portugal, e, porque não dizer, do mundo.
Em todos os lugares que visitamos, Joaquim nos guiou pelos caminhos mais desimpedidos, orientou-nos e chamou atenção para os detalhes mais importantes e interessantes a serem vistos em cada um dos lugares visitados; Lisboa, Fátima, Batalha, Nazaré e Óbidos. As horas passam sem cansaço ou monotonia. Também não houve correria; tudo foi feito no tempo certo e adequado às nossas necessidades!
Por fim, é mister falar de Hugo. Responsável pela empresa, disponível, educado e sempre atento na busca de um atendimento de excelência e diferenciado para cada situação. Se vai à Portugal, a Walkborder é a melhor escolha, não temos dúvida em afirmar.

Leave a Review

Rating