Calçada Portuguesa
tour jantar de fados

Calçada Portuguesa

Os primeiros vestígios da calçada Portuguesa, surgiram no Séc. XV, sobretudo em locais por onde os Portuguesas abordaram no período da expansão marítima, assim como Brasil. Timor, Cabo Verde ou outros.

Calçada Portuguesa

A razão para que a calçada tenha viajado até outros países é extremamente simples, as famosas Caravelas e demais navios que nestas viagens voltariam carregadas com bens e mercadorias, não poderiam navegar “vazios”, ou seja sem carga, de tal forma que para garantir a estabilidade dos mesmos, na ida para estes destinos os mesmos eram carregados de pedras para garantir o lastro dos navios.

Sabendo da importância dos Jesuítas nas colónias  Portuguesas, estes começaram a utilizar estas pedras que muitas vezes eram abandonadas nos portos, colocando as como asfalto, em passeios, praças, com diferentes tonalidades, entre mais escuras e mais claras, criando desenhos e diferentes geometrias.

calçada Portuguesa

Sendo Lisboa no Séc. XIX, como capital do país, foi talvez a cidade em que a Calçada Portuguesa mais se desenvolveu, ainda hoje uma das imagens de marca de Lisboa, não tanto por necessidade, mas sim como um objeto de arte trabalho de grande mestria, sendo que no inicio os calceteiros ( pessoas que colocam a calçada ), eram presidiários e chamados de grilhetas, tendo efetuado os mesmos dentro do Castelo de São Jorge.

A Calçada Portuguesa

Devido á elegância dos mesmos, logo, logo, se espalhou por toda a Lisboa, sobretudo na baixa, mais propriamente na praça do Rossio, uma das mais emblemáticas praças da cidade com aproximadamente 9000m2, também cometido como Mar Largo, com figura alegóricas como Roas dos ventos, caravelas, peixes, conchas, estrelas, mas mais notório, as ondas do mar, vistos em todo mundo através do Brasil, mais propriamente no Rio de Janeiro em Copacabana.

calçada portuguesa

Infelizmente estes mesmos calceteiros, profissão que orgulha os Portugueses, está me risco de desaparecer, muito poucos, conhecem esta arte, uma profissão que em tempos teve muita reputação e com uma escola própria que se ocupava a ensinar esta arte.

About Author

Hugo Gonçalves
O Hugo é uma pessoa extremamente comunicativa que adora viajar e ama o que faz. Ainda jovem começou a trabalhar como taxista na cidade de Lisboa que fez com que ficasse a conhecer a cidade e o País como ninguém e para além disso ganhou um gosto especial por comunicar quer seja com as gentes locais ou com muitos turistas com que se cruzada em cada dia. No entanto a vontade de saber mais e dar asas ao que realmente gostava de fazer, decidiu voltar a estudar Turismo na melhor escola de Turismo em Portugal e mudar toda a sua vida para fazer aquilo que realmente gosta, dar a conhecer o seu pais ao Mundo de uma forma genuína e autentica.