9 Dias
Duração
Lisboa
Localização

Roteiro 9 dias em Portugal, nove dias de passeios em Portugal, de uma forma privada e feita á sua medida, um roteiro que se inicia e termina na cidade de Lisboa, com pernoitas em Coimbra e no Porto.

VALOR DESTE ROTEIRO PRIVADO

Nº Pessoas2345678
Preço Total2800€2950€3150€3250€3320€3450€3700€

LOCAL DE PARTIDAHotel/Apartamento, Lisboa
HORA DE PARTIDA9:00AM Aproximadamente
TEMPO DE RETORNO18:00 Aproximadamente
INCLUÍDO
Guia credenciado e exclusivoÁguas Grátis
Surpresas em cada dia

Transfers de e para o aeroporto

Wifi Grátis
NÃO INCLUÍDO
Refeições
Entradas em Monumentos

Roteiro 9 dias em Portugal

Algumas curiosidades sobre Portugal, que esperamos venha a descobrir em nosso roteiro 9 dias em Portugal…

Tomar onde a visita ao Convento de Cristo é imprescindível, o castelo e charola dos templários, passando pela Igreja de D. Manuel I e pelo claustro renascentista que Diogo de Torralva sobrepôs ao claustro acabado de concluir pelo também extraordinário João de Castilho em tão pouco tempo.

Aqui se encontra ainda de forma exemplar, o chamado Estilo Chão um desenvolvimento arquitetónico exclusivamente português, caracterizado pela riqueza interior em prol da riqueza exterior, através do Convento de Cristo podemos conhecer a história de Portugal, da sua fundação, da importância dos Templários na “criação” de país até aos dias de hoje.

Sem dúvida que a água do Atlântico fica mais fria á medida que subimos para norte no entanto as praias continuam lindas, da Foz do Douro, Minho, Viana do Castelo, onde o Monte de Santa Luzia impressiona quem por lá passa.

Portugal é conhecido por ter um riquíssimo património cultural, graças á mistura de várias influências, desde as civilizações que ali povoaram o território, dos celtas, fenícios, romanos ou até os mouros e claro com o período da Expansão Marítima levando o velho mundo a outros mundos.

Com isso Portugal tornou-se um pais mais eclético, com e novas influências que se refletem em diversas áreas tal como a gastronomia.

Venha conhecer Portugal, faça o em nosso roteiro 9 dias em Portugal.

GuardarGuardar

GuardarGuardar

GuardarGuardar

GuardarGuardar

GuardarGuardar

Inicio

Chegada a Lisboa

Nosso roteiro 9 dias em Portugal, não podia ser mais confortável, vamos buscar-los ao aeroporto e logo no caminho sugerir restaurantes e até algumas curiosidades próximas de onde estará alojado.
1ºDia

Passeio de Lisboa

Hoje é o dia para ficarmos a conhecer Lisboa e a geografia da cidade a forma como o dia será passado vai de acordo com os seus interesses e local onde estarão alojados.

A Baixa de Lisboa o bairro mais destruído com  o terramoto de 1755 que devastou praticamente Lisboa inteira, e acabou por causar imensa mudanças quer nas pessoas quer na própria arquitectura, nascendo a arquitetura Pombalina sendo os edifícios reconstruídos de uma forma completamente diferente, com áreas mais amplas com mais ruas e praças,  antecipando um novo terramoto tudo pelas mãos de Marquês de Pombal, o responsável pela reconstrução de Lisboa e demais mudanças econômicas e sociais.

Subindo para Alfama vamos visitar a Sé de Lisboa ou a Catedral, sua arquitectura Românica construída no Séc. XII, bem como a Igreja de Santo António esse santo casamenteiro Português, Chegando a Alfama, hoje um bairro fechado ao transito onde apenas moradores podem entrar, se desejar poderá fazer uma caminhada e deixar-se encantar por suas ruelas e becos, nesta antiga Medina Árabe.

Cruzando a Avenida da Liberdade até chegarmos á praça Marquês de Pombal onde iremos parar junto ao Parque Eduardo VII e tentar entender a relação e os tratados entre Portugal e Inglaterra e a importância desta relação no futuro do Brasil e apreciar esta fantástica vista.

Depois de almoço nosso dia continua para Belém, um autentico livro aberto durante período da expansão marítima dos Portugueses,  lugar dos antigos estaleiros e portos de Lisboa, daqui sairam corajosos exploradores portugueses no século XV descobrindo as rotas marítimas para a Índia, África e Brasil, comemorando este passado glorioso, financiado pela vasta riqueza que fluía para Portugal das colônias.

Aqui vamos então visitar estes três importantes Monumentos; A Torre de Belém, Mosteiro dos Jerónimos e o Padrão dos Descobrimentos, sendo a última paragem será na fábrica dos pasteis de Belém, para degustar este fabuloso doce conventual que atrai milhões de pessoas todos os anos.

Não podemos deixar de visitar o parque das Nações, local onde em 1998 Lisboa recebeu a Expo 98, inspirada no momento glória dos Portugueses ( expansão marítima ), com sua arquitectura arrojada mas também funcional, conhecer a grande obra de Calatrava, o mesmo que desenhou no Brasil o Museu do amanhã.

Uma Lisboa moderna, onde os transportes públicos funcionam simplificou o que veio a melhorar muito o acesso ao centro de Lisboa, para além de local de escritórios de muitas das empresas nacionais e internacionais.

Pastel de Belém

Pernoita em Lisboa

2º Dia

Sintra, Cascais e Estoril

Hoje será o dia para visitar Sintra, começaremos pelo Palácio de Queluz ( visita opcional ), neste palácio onde se encontrava a família Real Portuguesa aquando da invasão dos Franceses, que os “obrigam” a mover a capital para o Brasil e onde curiosamente nasceu e morreu Dom Pedro IV de Portugal que em simultâneo foi Dom Pedro I do Brasil.

Seu estilo rococó é se destaca nos seus fantásticos  jardins desiguais bem disfarçado pela sequência de terraços e galerias com colunas da Toscana, encimado por uma escadaria monumental, um decoração forte em estatuária claramente inspirada na mitologia clássica e alegórica, conotou a beleza geométrica das sebes de buxo e os azulejos policromáticos com a pedra e o bronze das muitas de suas estátuas.

Tempo agora para disfrutar do centro de Sintra, onde tem ao seu dispor inúmeras lojas de artesanato Português, bem como os famosos Travesseiro de Sintra, na Pastelaria Piriquita, tempo livre para desfrutar deste local maravilhoso.

Sintra um local com uma grande concentração de monumentos históricos e atracções turísticas bastante interessantes, aqui vamos encontrar mais de 10 monumentos nacionais, incluindo palácios opulentos, ruínas antigas e casas palacianas decorativas dispersas pelas diferentes colinas da região isto em caminhos pedestres bastante desafiadores.

O seu guia o irá ajudar a decidir qual o palácio a visitar ( sugerimos um máximo de dois ), entre; Palácio de Queluz, Palácio da Pena, o Palácio de Monserrate, a Quinta da Regaleira ( com seu poço iniçiatíco ), se deseja algo mais Medieval talvez o Castelo dos Mouros, a escolha é sua de acordo com o seu gosto ou curiosidades.

Continuamos então pela sempre bela a serra de Sintra em direcção a Cascais por Colares, paragem obrigatória para visitar o Cabo da Roca (ponto mais ocidental do continente europeu), “onde a Terra termina e o mar começa” palavras de Luís de Camões escritas em Os Lusíadas, (Canto VIII).

O imponente Farol com 165 metros de altura construído em 1772, o “poder” do Oceano Atlântico, revelando-nos um dos lugares mais emblemáticos em Portugal,  local de extrema importância no período da expansão Marítima.

Chegando à vila de Cascais com a sua lindíssima baía hoje um local bastante aprazível para viver ou até umas pequenas férias, repleta de pequenos barcos de pescadores, tempo livre para explorar esta pequena vila, tão reconhecida que atrai milhares todos os anos.

Entre a baía de Cascais e a serra de Sintra, Cascais foi durante século XIX, o local escolhido pela família real Portuguesa para férias que acabou por arrastar toda a nobreza, no Largo de Camões, no centro histórico, vai encontrar muitas lojas e restaurantes. O Estoril, palco da espionagem durante a segunda guerra Mundial, onde viveu Yan Fleming o conceituado escritor dos livros que deram origem ao 007 onde se pode deslumbrar as imensas propriedades bem como o Casino do Estoril (considerado o maior da Europa).

icon=”td-gift”] Queijadas de Sintra

Pernoita em Lisboa

3º Dia

Passeio a Évora

Hoje vamos conhecer o Alentejo, iniciando com a visita a uma fábrica de cortiça tradicional onde iremos aprender todo o processo, desde conhecer a árvore ( sobreiro ), sua extração, a escolha, preparação até ao produto final.

Sabia que a casca do Sobreiro cresce a cada ano e que de nove em nove anos ela tem de ser retirada da árvore, chegando aos 25 centímetros de espessura, o material que perfeito resistente ao calor, frio e fogo, após a remoção da cortiça a árvore volta a regenerar-se, Portugal é responsável por 55% da produção mundial de cortiça, hoje muito valorizada quer em revestimentos decorativos para paredes e pisos, ou até o fabrico de artigos desportivos o material ideal para os grãos de basebol ou o cabo de varas de pesca.

No entanto em muitos Países a cortiça é mais conhecida por ser matéria-prima das rolhas de vinho uma vez que permite que micro-porções de oxigénio entrem em contato com o vinho, para que o vinho possa “envelhecer” mantendo a sua qualidade.

Tempo agora para desfrutar-mos de Évora, explorar esta bela vila medieval que trai milhares de pessoas todos os anos, sendo que a Capela dos Ossos atrai mais atenções, esta capela sinistra com as paredes e pilares revestidos com ossos e crânios humanos calcula se que sejam mais 5.000 monges. Não se assuste quando na entrada ler; “Nos ossos que aqui estamos pelos vossos esperamos” pois só nos leva refletir sobre a vida.

Outro monumento de grande valor é o Templo de Diana ou Templo de Évora, que faz jus á importância que os Romanos davam a esta bela cidade, junto á Catedral, construída no período romano, daqui podemos ver o magnífico aqueduto da “Água da Prata”, fora das muralhas da cidade e estendendo-se da periferia da cidade, alguns dos seus arcos ainda são visíveis dentro da cidade, construída no século XVI para garantir o transporte de água.

Não só Romanos aqui viveram, os árabes construíram as suas ruas e vielas nos séculos XI e XII, Évora foi ainda residência de alguns reis portugueses, um ponto de convergência de artistas de renome, apoiado pelo patronato e dinastia reinantes de Portugal.

Este dia inclui uma visita personalizada a uma vinícola no Alentejo, ou não fosse o Alentejo terra de bons vinhos, a nossa vinícola sera a Ervideira onde para além da visita á Adega e explicação personalizada da receção das uvas á linha de engarrafamento, depois a degustação de vinhos brancos, rosés e tintos, acompanhados com produtos regionais como; pão alentejano, queijo de ovelha, embutidos, compota de frutas e tostas com azeite e orégãos.

Uma região que produz uns vinhos únicos,  isto numa região de clima quente e seco, sendo indispensável usar sistema de gotejamento na vinha, com solos e relevos uma zona muito ensolarada que permite uma perfeita maturação das uvas.

O Alentejo á uma região praticamente plana que produz vinhos brancos geralmente macios, levemente ácidos e com aromas de frutas tropicais, já os vinhos tintos são encorpados, ricos em taninos e com aromas de frutos silvestres e vermelhos.

IMPORTANTE: Poderá visitar outra vinícola e não a Ervideira, sendo que nesse caso a reserva e pagamento da mesma será de sua responsabilidade.

Visita e  degustação em Vinícola

Pernoita em Lisboa

4º Dia

Lisboa - Tomar - Fátima - Coimbra

No Quarto dia de nosso roteiro 9 dias em Portugal, vamos deixar Lisboa, sendo a nossa primeira visita á Terra dos Templários em Tomar.

Sendo parte mais antiga da cidade ( Medieval ) orientada em pontos cardeais em cruz, com um convento em cada um de seus extremos no centro a  Praça da República, com a Igreja Matriz, a oeste a colina do Castelo e do Convento de Cristo.

Inúmeras lojas de comércio tradicional aqui podemos encontrar  também o café mais antigo famoso pelas suas queijadas de amêndoa e de chila e as tradicionais Fatias de Tomar, feitas apenas com gemas de ovos e cozidas em banho-maria numa panela muito especial reza a lenda inventada por um latoeiro da cidade em meados do século XX.

Visita á Igreja de Santa Maria do Olival, edificada no século XII e foi a sede da Ordem dos Templários no país, com 3 naves foi classificada como Monumento Nacional em 1910 e é um dos exemplares mais emblemáticos da arte gótica em Portugal. Aqui estão supultados Guladim Pais, fundador da cidade, e outras grão-mestres da Ordem, uma Igreja que parece mais pequena que na realidade é uma vez que está enterrada dois metros abaixo do chão.

A construção do Convento de Cristo iniçia-se com o castelo templário, na vanguarda da arquitetura militar medieval do mesmos período a Charola, românica, inspirada na Igreja do Santo Sepulcro de Jerusalém e que assumia a dupla função de oratório e de atalaia militar. Quando a Ordem Militar do Templo foi extinta, D. Dinis, em Portugal, cria a Ordem Militar de Cristo, que vem a ser herdeira dos bens, graças e privilégios que haviam pertencido aos templários.

Fátima, considerado por muitos um dos mais importantes Santuários Marianos do mundo, onde prestaremos homenagem a nossa Senhora na Cova da Iria através da visita ás duas Basilicas ali existentes; Nossa Senhora do Rosário e Santíssima Trindade e claro á mais antiga a Capela das Aparições.

A Capela das Aparições, foi primeira Capela a ser construída logo a seguir ás aparições de nossa senhora, localizada no centro do Santuário é um lugar imperdível, não pela grandeza, mas pelo significado, obrigatória a visita.

Num extremo a Basílica de Nossa Senhora do Rosário, construída em 1928 com uma arquitetura neo-barroca, aqui vai encontrar os túmulos dos três pastorinhas as crianças ( francisco e Jacinta ), e agora também o túmulo de Irmã Lúcia, falecida em 2005, no outro extremo a imponente Basílica da Santíssima Trindade, construída em 2007 com mais de 8.000 lugares e 40.000 m² de área projetada pelo arquiteto grego Alexandros Tombazis.

Chegamos então a Coimbra com as atrações, Paço da Universidade onde a Biblioteca Joanina ocupa um lugar de destaque já dentro da Universidade. A construção da Biblioteca Joanina começou no ano de 1717, por cima do antigo cárcere do Paço Real, com o objectivo de albergar a biblioteca universitária de Coimbra, e foi concluída em 1728, seu tecto, os frescos foram executados pelo ilustre Mestre António Ribeiro e Vicente Nunes, e o retrato de Dom João V ao fundo da sala foi feito pelo italiano Domenico Dupra.

IMPORTANTE – Se na visita a Coimbra a visita interior á Universidade é imprescindível para si, avise-nos durante a reserva de seu roteiro 10 dias Portugal para efetuarmos a reserva dos ingressos na Universidade ( não incluso no valor ), pois a visita á Biblioteca Joanina é numerada e de outra forma será praticamente impossível fazer a visita no momento, depois da reserva feita será cobrada ao cliente o valor do mesmo no final do passeio ( 11,5€/pessoa ), mesmo qua visita não seja efetuada por desistência do cliente ou atraso do mesmo.

Depois de apreciar a biblioteca, continuaremos visitando a Universidade de Coimbra e visitaremos outros lugares interessantes como; Capela de São Miguel, a sala dos Capelos”, Torre “cabra” entre outras. Apesar de ter sido construída no seguimento do projecto régio de reforma dos estudos universitários (consequência da difusão das correntes iluministas em Portugal), a Biblioteca Joanina é reconhecida como uma das mais originais e espectaculares bibliotecas barrocas europeias.

Pastel de Tentúgal

Pernoita em Coimbra

5º Dia

Coimbra - Aveiro - Porto

Hoje acabamos a nossa visita a Coimbra, assim como a Baixa de Coimbra ou Centro Histórico de Coimbra é a denominação dada á zona central da cidade de Coimbra, em Portugal. A designação foi desenvolvida com a separação entre a “Alta”, onde vivia a nobreza, o clero e, mais tarde, os estudantes e a “Baixa”, predominada pelo comércio, artesanato e bairros ribeirinhos.

Uma região para relaxar e deixar-se perder nesta encantadora cidade, suas ruas estreitas, lindos becos e praças, onde encontrará inúmeros cafés, pastelarias e restaurantes.

Em Aveiro, a Veneza Portuguesa com seus canais, anteriormente utilizados para o transporte do sal e da moliça, explorar o seu centro histórico com inúmeros edifícios Art Nouveau todos catalogados, bem como o seu mercado contudo por Gustavo Eiffel, isso mesmo o mesmo que construiu a Torre Eiffel.

Tempo para conhecer e experimentar a sua doçaria tradicional, os “ ovos moles”, possível passeio de barco Moliceiro esse pequenos barcos que quase se assemelham a gôndolas. Visita ás salinas, a industria do Sal, continua a ser importante neste centro que durante muitos anos se dedicou á salga do bacalhau.

Os palheiros da Costa Nova são famosas e castiças casas de riscas existentes na praia, originalmente em tons de vermelho ocre e preto, utilizados como antigos armazéns de alfaias da pesca, mais tarde.

As famílias dos seus sócios, escrivães e “arrais” de outras companhias foram sendo atraídas para a zona nos meses de verão e outono, transformando-os nos atuais “palheiros”, com riscas coloridas, bem à “moda burguesa de ir a banhos” da segunda metade desse século, para que pudessem servir como habitação na estação balnear.

Chegada ao Porto.

Degustação de Ovos Moles

Pernoita no Porto

6º Dia

O Porto

Hoje vamos entender o porquê do Porto, ser considerada uma das cidades mais belas da Europa, começando pela Casa da Musica este monumental anfiteatro com uma arquitectura moderna mas funcional, em direção a Matosinhos com seu porto e a Foz onde vive a classe média-alta da região do Porto.

Já na Baixa do Porto, pela avenida dos Aliados tendo com a prefeitura como edifício mais emblemático, bem como a estátua de Dom Pedro I do Brasil, o que demostra o amor do mesmo pela cidade, uma vez que aqui deixou o coração.

A bela estação de São Bento, local onde os 20 mil azulejos de Jorge Colaço nos levarão a uma viagem pela História Portuguesa e as tradições do Douro e Minho, um verdadeiro livro aberto que nos aguarda para nos mostrar as verdadeiras vivências da cidade.

A rua mais movimentada da cidade a Rua de Santa Catarina repleta de comercio nacional e internacional, sendo que uma das maiores atrações é o Café Majestic, um luxuoso café que conta a história da cidade dos anos 20, as suas intrigas políticas e o debate de ideias, o Porto da “Bélle Époque”, de muitos escritores e artistas.

Logo de seguida nosso Tour nos levará a visitar uma das mais famosas e belas livrarias em todo o mundo a livraria Lello, razão que levou a um dos filmes do celebre Harry Potter ter sido inspirado nesta livraria extremamente charmosa com o interior parecendo madeira, de seguida a Catedral do Porto com uma vista fantástica da cidade, o Palácio da Bolsa, a Igreja de São Francisco entre outros.

Vamos então cruzar a Ponte de D. Luis, para Gaia onde iremos visitar uma das caves do Vinho do Porto, para entender todo o processo  da produção deste vinho único que é o vinho do Porto, bem próximo temos o Mosteiro da Serra do Pilar com uma vista deslumbrante da cidade do Porto bem como a foz do rio Douro.

Visita e degustação em Cave do Vinho do Porto

Pernoita no Porto

7º Dia

Santiago de Compostela

Hoje vamos conhecer os caminhos de Santiago, com uma breve paragem em Vigo para visita e que sabe almoçar, a rua Pescadería poderá ser uma das sugestões, um dos pontos de maior interesse turístico de Vigo na rua, as ostreiras abrem as míticas ostras da ria de Vigo e preparam os diferentes pratos.

Tradicionalmente os moluscos compram-se diretamente às ostreiras e degustam-se ao natural, com um bocadinho de limão e um vinho Alvarinho. De seguida continuamos para Santiago de Compostela, sua serenidade, história com a sua universidade e estudantes trajados a rigor, suas ruas medievais cheias de música, arte e peregrinos vindos de todo o mundo que partilham as suas experiências.

A visita a sua Catedral é única, segundo a tradição, aqui se encontra o túmulo do apóstolo Santiago Maior, padroeiro e santo protetor de Espanha, por esta razão se tornou o principal destino de peregrinação cristã na Europa a seguir a Roma durante a Idade Média.

Pernoita no Porto

8º Dia

Vale do Douro

Sem dúvida que o Vale do Douro é outro dos locais para bonitos em Portugal, e não só para quem é uma “amante” de vinhos, começamos por Amarante, a nossa primeira paragem e onde poderemos rezar a um conhecido santo casamenteiro, São Gonçalo de Amarante e também admiramos a igreja e convento com o nome da venerável figura poderemos também ver a ponte do Séc XVIII que une as margens do Rio Tâmega, o maior afluente do Douro.

De seguida continuamos para Vila Real, mais propriamente até à freguesia de Mateus para podermos admirar uns dos mais belos palácios barrocos de Portugal com os seus jardins e história. Neste Palácio ou Solar de Mateus teve origem o afamado vinho Mateus Rosé.

Nosso roteiro segue então para o Alto Douro vinhateiro, para admirar uma vista de cortar o fôlego no Miradouro de Casal de Loivos e visitar a estação de comboio do Pinhão onde os 24 painéis de azulejos nos mostram o trabalho árduo na produção do precioso néctar. Esta região foi considerada pela Unesco como património da humanidade em 2001.

E agora a razão que nos trouxe ao Vale do Douro, a visita uma Quinta, onde vamos entender todo este processo, desde o cultivo, a poda, a vindima, até ao tão esperado produto final o vinho e com certeza que no final iremos em conjunto ter a mesma opinião, o tanto que custa a produção do mesmo é claro que para além de tanta conversa, chega a vez de provar o mesmo.

Visita e degustação em Quinta no Vale do Douro.

Pernoita no Porto

9º Dia

Porto - Nazaré - Alcobaça - Óbidos -Lisboa

Este será o dia de voltar para Lisboa, mas no caminho iremos visitar a Nazaré ( a mais carismática vila piscatória em Portugal ), onde podemos ver a seca do peixe na praia, bem como a vida das senhoras das “sete saias”orgulhosamente mostrado pelas próprias. Hoje a Nazaré é também conhecida pelas suas ondas gigantes, sim as maiores ondas no Mundo são aqui em Portugal.

Tudo graças ao fenómeno do Canhão da Nazaré, ondas fenomenais que fizeram a Nazaré famosa em todo o mundo, em 2013 o surfista americano McNamara quebrou o recorde mundial ao surfar uma onda de cerca de 30 metros de altura, mediante o período do ano podemos ver-las com os nossos olhos.

Em Alcobaça vamos visitar o Mosteiro de Alcobaça, construído no sec. XII e atribuído ainda pelo primeiro rei de Portugal á Ordem dos Cistercienses, local que alberga o túmulo de ” Inés é Morta”, que ainda hoje dá vida a este provérbio.

Construído com uma arquitetura aplicada à nave central com mais de cem metros de comprimento e extremamente imponente, onde os monges vagueiam em oração, sustentados por arcos, a cozinha e as soluções aplicadas aqui para levar água para um espaço amplo e já com preocupações de higiene.

Chegando então a Óbidos ( património mundial da Unesco ), iremos reviver fazer uma viagem no tempo até ao período medieval e explorar as belas e estreitas ruas caiadas de branco que Óbidos têm para nos oferecer.

Óbidos pertenceu ao pentagono defensivo dos cinco Castelos, isto pelas mãos dos Templários, mais tarde usado como um presente de casamento de D. Dinis para sua esposa D. Isabel, a vila se tornou parte da Casa das Rainhas, a maioria das rainhas portuguesas em Portugal aqui se financiavam, deixando lá também grandes benefícios D. Catarina manda construir o aqueduto e as fontes.

Degustação de Ginja de Óbidos

Pernoita em Lisboa

Final

Transfer para o aeroporto

Roteiro 9 dias em Portugal
roteiro 9 dias em Portugal
Roteiro 9 dias em Portugal
Roteiro 9 dias em Portugal
Roteiro 9 dias em Portugal
Roteiro 9 dias em Portugal
Roteiro 9 dias em Portugal
Roteiro 9 dias em Portugal

Tour Reviews

There are no reviews yet.

Leave a Review

Rating