14 Dias
Duração
Lisboa
Localização

Nosso Roteiro 14 Dias Portugal, duas semanas de diversão, degustação e aprendizagem em Portugal.

Um roteiro perfeita para troca de conhecimentos, explorando Portugal do Norte a Sul, desde as pequenas aldeias ás maiores cidades, sempre com um perfume do que Portugal tem de melhor.

Nº Pessoas 2 3 4 5 6 7 8
Preço Total 3980€ 4150€ 4390€ 4520€ 4700€ 4850€ 5000€

LOCAL DE PARTIDA Hotel/Apartamento, Lisboa
HORA DE PARTIDA Os dias começam pelas 9:00 AM aproximadamente
HORA DE RETORNO Os dias terminam pelas 18:00 aproximadamente
INCLUÍDO
Surpresa em cada dia ( visita ou degustação )

Refeições e dormidas do Guia

Transfer de e para o aeroporto

Guia credenciado e exclusivo

Águas Grátis

Wifi Grátis

Viatura extremamente confortável

NÃO INCLUÍDO
Refeições

Passagens Aéreas

Hotéis

Entradas em Monumentos

O mais completo roteiro para ficar a conhecer Portugal

GuardarGuardar

GuardarGuardar

GuardarGuardar

Inicio

Sua Chegada a Lisboa

O Nosso roteiro 14 dias Portugal, começa com a vossa chegada, onde ainda durante o transfer, no caminho lhes damos umas dicas da cidade bem como restaurantes ou outros locais interessantes junto ao Hotel.
1ºDia

Lisboa

Começando pela Lisboa “moderna” ou seja, o parque das Nações, local que recebeu a exposição Mundial de 1998, com seus edifícios modernos e arrojados. Tempo agora para visita o centro de Lisboa onde o Castelo de São Jorge, um dos poucos vestígios da civilização árabe em Portugal, depois da visita, continuamos pelo Bairro de Alfama bairro onde nasceu o Fado, onde viveram também os árabes durante sua permanência em Portugal.

Possível almoço junto á Baixa de Lisboa, para entender as diferenças entre antes e depois terramoto. Depois de almoço continuamos para Belem sendo a nossa primeira paragem será na fábrica dos pasteis de Belem, para degustar este fabuloso doce conventual que atrai milhões de pessoas todos os anos.De seguida visita aos monumentos da época das epopeias marítimas.

Pastel de Belém

Pernoita em Lisboa

2ºDia

Sintra - Cascais - Estoril

Este dia começa pelo Palácio de Queluz onde nasceu e morreu D. Pedro I do Brasil, sendo o palácio com forte ligação ao Brasil, a sua visita é aconselhada, no entanto poderá sempre escolher outro/s dos inúmeros palácios em Sintra. Seguindo então para o centro de Sintra e claro provar as Queijadas de Sintra e o Travesseiro de Sintra, na Pastelaria Piriquita.

Depois de um almoço num restaurante típico seguimos então para o Cabo da Roca, o ponto mais ocidental da Europa Continental. Seguindo então para a Boca do Inferno, paragem para “explorar” Cascais, esta antiga vila piscatória, hoje uma fantástica resort de luxo. Panorâmica do Estoril e sua Costa até chegarmos em Lisboa.

Queijada de Sintra

Pernoita em Lisboa

3ºDia

Óbidos - Nazaré - Fátima - Coimbra

Saindo de Lisboa, chegaremos então em Óbidos, onde iremos reviver a era medieval caminhando nas belas e estreitas ruas caiadas de branco, dentro das muralhas com inúmeras lojas de artesanato típico da região bem como a famosa “ginja”, prova deste maravilhoso “néctar” Dai a poucos quilómetros chegamos á Nazaré a famosa vila piscatória das ” Sete Saias”, paragem no “Sitio” para a foto, possível almoço numa dos muitos restaurantes de peixes frescos da Nazaré.

Chegada então a um dos pontos altos de nossos dia, o Santuário de Nossa Senhora de Fátima, visita ás duas Basilicas bem como a famosa Capelinha das Aparições. Chegada a Coimbra.

Ginja de Óbidos

Pernoita em Coimbra

4ºDia

Coimbra

Dia dedicado á visita de Coimbra, a construção da Biblioteca Joanina na Universidade de Coimbra começou no ano de 1717, por cima do antigo cárcere do Paço Real, com o objectivo de albergar a biblioteca universitária de Coimbra. A Biblioteca Joanina é reconhecida como uma das mais originais e espectaculares bibliotecas barrocas europeias.

A Baixa de Coimbra ou Centro Histórico de Coimbra é a denominação dada á zona central da cidade de Coimbra, em Portugal. Esta designação foi desenvolvida com a separação entre a “Alta”, onde vivia a nobreza, o clero e, mais tarde, os estudantes e a “Baixa”, predominada pelo comércio, artesanato e bairros ribeirinhos.

Pasteis de Tentúgal

Pernoita em Coimbra

5ºDia

Coimbra - Aveiro - Costa Nova - Porto

​Saindo de Coimbra para Aveiro, a “Veneza” Portuguesa com seus canais anteriormente utilizados para o transporte do sal e da moliça. Tempo para experimentar sua doçaria tradicional, os “ ovos moles”, possível passeio de barco Moliceiro, visita ainda ás salinas, sendo a industria do Sal importante neste centro que durante anos se dedicou á salga do bacalhau.

A Costa Nova, até inícios do século XIX era um extenso areal desabitado, os pescadores de Ílhavo mudaram-se para lá começando a construir “palheiros” para guardarem as redes de pesca, amplos e sem divisões interiores e, mais tarde, divididos com tabiques de madeira que eram “decorados” com conchas de ostras. Chegada ao porto para pernoita.

Degustação de Ovos Moles de Aveiro

Pernoita no Porto

6ºDia

O Porto

O nosso dia começa com uma visita panorâmica pelo bairro da Boavista (Casa da Música) de onde chegaremos ao Castelo do Queijo, fortaleza defensiva, visita á estação de São Bento, local onde os 20 mil azulejos de Jorge Colaço “repousam”.

Continuação rumo á Ponte Luis I, onde será possível observar os barcos típicos do Porto denominados Rabelos bem como a ponte construída por Gustave Eiffel e a antiga muralha Fernandina ( muralha defensiva do Séc XIV). Terminando num breve passeio a pé pela Ribeira para descobrir recantos e ruelas desta zona mais típica da cidade Invicta. Teremos tempo ainda para visitar uma cave vinícola e deliciarmo-nos com um cálice do afamado Vinho do Porto.

Visita e degustação em Cave

Pernoita no Porto

7ºDia

Os caminhos de Santiago

Segundo a tradição católica, foi o apóstolo Santiago Maior que difundiu o cristianismo na península Ibérica tendo sido decapitado em Jerusalém por ordem de Herodes Agripa I (neto de Herodes, o Grande) e os seus restos mortais foram depois trasladados para a Galiza numa barca de pedra. Ainda segundo a lenda, este túmulo foi descoberto na segunda década do século IX pelo eremita Pelágio (ou Paio) depois de avistar umas luzes estranhas no céu durante a noite.

O local tornou-se um destino de peregrinação cuja popularidade e importância foi aumentando gradualmente. Descubra a história aqui tão perto e saiba onde portugueses e espanhóis lutaram pelas suas fronteiras, com cidades envolvidas por muralhas e fossos nas margens do rio Minho, hoje belos exemplos da proximidade dos dois países.

Caprichos de Santiago

Pernoita no Porto

8ºDia

Braga - Guimarães

Guimarães, cidade Património da Humanidade desde 2001, localizada na colina sagrada onde uma estátua de Dom Afonso Henriques permanece vigilante. Percorremos as suas ruas que parecem ter saído de uma fábula medieval e onde pontificam bonitas praças como a de São Tiago, Toural e Oliveira. Não poderemos também desperdiçar a oportunidade de provar um pastel de Santa Clara.

Almoço já em Braga, uma cidade moderna onde apesar disso se sente que também os antigos romanos por lá passaram.Visitaremos a sua Catedral, local onde está guardada a cruz utilizada na primeira missa rezada no Brasil. Haverá ainda tempo para subir os 581 degraus da Igreja do Bom Jesus e deixar-mo-nos envolver espiritualmente pelas suas capelas.

Viagem no elevador a água

Pernoita no Porto

9ºDia

Porto - Amarante - Vale do Douro

Amarante, a nossa primeira paragem e onde poderemos rezar a um conhecido santo casamenteiro, São Gonçalo de Amarante. Será também uma oportunidade para degustar um dos cinco doces conventuais desta terra. O Vale do Douro é bordado por 335 marcos de pedra com a designação de Feitoria, tendo sido essa a forma com que o Marquês de Pombal fez a primeira demarcação da região em 10 de Setembro de 1756 ( a primeira em todo o mundo).

Como não poderia de deixar de ser, teremos tempo para visitar uma quinta de produção de vinho onde a tradição da pisa tradicional se mistura com alguma tecnologia para produção de vinho do Porto e vinho de mesa. Navegar nas calmas águas do Rio Douro num barco Rabelo, admirando a magnífica paisagem que parece ter sido esculpida por algum mestre do renascimento é uma experiência inesquecível.

Visita e degustação numa Quinta

Pernoita em Vale do Douro ou Lamego

10ºDia

Vale do Douro - Serra da Estrela - Monsanto

Este dia de nosso roteiro 14 dias Portugal começa com uma visita ao Santuário de Nossa Senhora dos Remédios, com 686 degraus. Seguindo então para a “terra” de Viriato, Viseu já que se pensa que este herói lusitano tenha talvez nascido nesta região, depois da ocupação romana na península.

Mediante a época do ano, poderemos atravessar a famosa Serra da Estrela, chegando ao ponto mais alto de Portugal Continental com uma altitude aproximada de 2000 metros. Chegando então á vila mais portuguesa de Portugal, isso mesmo Monsanto com uma concentração de casas construídas dentro das rochas, extremamente fortificada.

Visita a Queijaria

Pernoita em Monsanto

​​

11ºDia

Monsanto - Tomar - Marvão

Saindo de Monsanto, visita ao Castelo Templário/Convento de Cristo, sede da Ordem do Templo, até 1314, e da Ordem de Cristo, a partir de 1357, ponto alto da visita a charola octogonal um dos monumentos que melhor evoca a memória dos Templários no nosso país. Entregue aos Templários, que então efectivavam o povoamento entre o Mondego e o Tejo, sendo mesmo os principais responsáveis pela defesa da capital, Coimbra.​​ Marvão, com uma localização estratégica, por se encontrar no ponto mais alto da Serra de São Mamede, difíceis acessos, que servem como protecção natural, e tão próxima da fronteira, fez com que fosse um bastião defensivo Português durante séculos, visitar-la é conhecer suas ruas estreitas de arquitectura alentejana, heranças góticas, manuelinas e testemunhos medievais de outros tempos e mesteres, marcados no típico granito local

Entradas no Convento de Cristo

Pernoita em Marvão

12ºDia

Marvão - Estremoz - Évora

Saindo de Marvão vamos agora para o Estremoz  a “cidade branca” deve-se, a cor de suas casas e também o célebre “Mármore de Estremoz”, que tornou a cidade conhecida a nível internacional. A extração desta matéria-prima no Alentejo faz de Portugal o segundo maior exportador do mundo, contribuindo Estremoz com cerca de 90% do total de mármore, possível visita a uma jazida. Évora,com visita a uma fábrica de cortiça tradicional onde iremos aprender todo o processo, desde conhecer a árvore ( sobreiro ), sua extração a escolha, preparação até ao produto final.Quando falamos em Évora, falamos em Capela dos Ossos. A Capela dos Ossos foi edificada no século XVII por iniciativa de três frades franciscanos cujo objetivo era transmitir a mensagem da transitoriedade e fragilidade da vida humana. Esta mensagem é claramente passada aos visitantes logo à entrada, através do aviso: “Nós ossos que aqui estamos, pelos vossos esperamos”. Mostra, no fundo, o macabro gosto do homem barroco pela necrofilia.

Visita a uma Fábrica de Cortiça

Pernoita em Évora

​​

13ºDia

Évora - Monsaraz

Este será um dia mais “calmo” completando para visitar os monumentos de Évora, não visitados no dia anterior também Monsaraz, rodeada de uma paisagem maravilhosa, e do alto do seu Castelo , vila de cal e xisto onde o tempo parou, entre lojas de artesanato local e velharias, está um rico património de onde se destacam a Igreja Matriz de Nossa Senhora da Lagoa, os Antigos Paços da Audiência , a Ermida de São Bento, a Torre de São Gens do Xarez. segundo os grandes apreciadores e entendidos, o vinho alentejano (brancos, rosés ou tintos) são redondos, cheios, suaves mas com um forte aroma que convida a saborea-los, sendo as qualidades reconhecidos no Mundo inteiro.

Visita e degustação em vinícola

Pernoita em Évora

14ºDia

Évora - Setúbal - Azeitão - Lisboa

Passando pela paisagem do cimo da Arrábida ou flutuando ao sabor da maré na marina de Setúbal, a cidade e a serra; o estuário do Sado e as praias atlânticas, os monumentos históricos e as delícias gastronómicas, tempo agora para conhecer esta arte antiga que são os azulejos Portugueses, vamos conhecer-los com uma visita guiada a uma fábrica de azulejos artesanais. Tempo ainda para conhecer dois produtos que tornam Azeitão conhecido mundialmente; seu queijo, talvez o melhor queijo Portugês e a Torta de Azeitão, outro doce conventual, só encontrado nesta região.

Visita a uma fábrica de azulejos artesanais

Pernoita em Lisboa

Final

Transfer para o aeroporto

Castelo de Óbidos

Tour Reviews

5.00 based on 1 review
23 Maio, 2018

Bom dia Hugo,
Os dias que passamos em vossa companhia foi o auge de nosso passeio.
Como você mesmo escreveu é dificil encontrar palavras para expressar a nossa satisfação.
Muito obrigado pela atenção e um MUITO OBRIGADO especial ao Rodrigo que se tornou amigo de todo o grupo.
Podes ter certeza que voces serão lembrados em toda oportunidade que tivermos.
Mas uma vez MUITO OBRIGADO !!!

Leave a Review

Rating