14 Dias
Duração
Lisboa
Localização

Nosso Roteiro 14 Dias Portugal, duas semanas de diversão, degustação e aprendizagem em Portugal.

Um roteiro perfeita para troca de conhecimentos, explorando Portugal do Norte a Sul, desde as pequenas aldeias ás maiores cidades, sempre com um perfume do que Portugal tem de melhor.

Nº Pessoas2345678
Preço Total3980€4150€4390€4520€4700€4850€5000€

LOCAL DE PARTIDAHotel/Apartamento, Lisboa
HORA DE PARTIDAOs dias começam pelas 9:00 AM aproximadamente
HORA DE RETORNOOs dias terminam pelas 18:00 aproximadamente
INCLUÍDO
Surpresa em cada dia ( visita ou degustação )

Refeições e dormidas do Guia

Transfer de e para o aeroporto

Guia credenciado e exclusivo

Águas Engarrafadas

Wifi Grátis

Viatura extremamente confortável

NÃO INCLUÍDO
Refeições

Hotéis

Entradas em Monumentos

Visto que em nosso roteiro 14 dias em Portugal, haverá muitas degustações, deixamos algumas dessas degustações, neste caso a doçaria Conventual, muito ricas em claras de ovos, vamos saber porquê..

A razão é extremamente simples, na idade média era norma as claras de ovo serem usadas para passar as roupas a ferro, desta forma haveria excesso de gemas que por sua vez teriam que ser usadas, esta utilização fez Portugal um dos maiores produtores  Europeus de ovos nos séculos XVIII e XIX.

As claras eram ainda exportados para ajudar na produção de vinho, sendo utilizadas como elemento purificador

Os doces ficaram conhecidos como doces Conventuais pois eram feitos em Conventos e Mosteiros, talvez o mais conhecido de todos os nossos conventuais seja mesmo o Pastel de Belém.

O Tempura  prato tipicamente Japonês nasce de uma receita portuguesa, onde consiste em fritar frango ou marisco como camarão, acabaram por ser os jesuítas portugueses que levaram esta forma de cozinhar para o oriente.

No período da Quaresma, uma vez que não podiam consumir carne vermelha, os missionários jesuítas que estavam no Oriente escolheram comer verduras e frutos do mar, fritos devidamente condimentados e envoltos em polma.

GuardarGuardar

GuardarGuardar

GuardarGuardar

Inicio

Sua Chegada a Lisboa

O Nosso roteiro 14 dias Portugal, começa com a vossa chegada, onde ainda durante o transfer, no caminho lhes damos umas dicas da cidade bem como restaurantes ou outros locais interessantes junto ao Hotel.
1ºDia

Lisboa

Começando pela Lisboa “moderna” ou seja, o parque das Nações, local onde em 1998 Lisboa recebeu a Expo 98, inspirada no momento glória dos Portugueses ( expansão marítima ), com sua arquitectura arrojada mas também funcional, conhecer a grande obra de Calatrava, o mesmo que desenhou no Brasil o Museu do amanhã.

Uma Lisboa moderna, onde os transportes públicos funcionam simplificou o que veio a melhorar muito o acesso ao centro de Lisboa, para além de local de escritórios de muitas das empresas nacionais e internacionais

Em Alfama, vamos conhecer a parte mais antiga de Lisboa, com suas ruelas e becos, esta antiga Medina Árabe após a reconquista cristã no Séc XII a civilização árabe que viveu aqui foi transferida para outra colina e a aí nasceu o Bairro da Mouraria para descobrir Alfama é mergulhado na autenticidade Português.O fado, a música portuguesa mais típica e carismática, nasceu neste bairro, esta estranha melancolia a que portugueses que chamaram de saudade.

Seguindo vamos chegar ao Castelo de São Jorge, outro dos poucos vestígios físicos da civilização árabe em Portugal, depois da visita a caminho da Baixa, não sem antes deslumbrar a Catedral de Lisboa, com arquitectura Românica,construida no Séc. XII, onde pedido ainda de conquistas, tempo para conhecer o local onde nasceu o santo casamenteiro, Santo António, este santo de origem Portuguesa.

Na Baixa de Lisboa, local mais devastado com o grande terramoto de 1755 que devastou Lisboa, tempo apara entender a importância da arquitetura Pombalina, onde os edifícios foram reconstruídos de uma forma completamente diferente, uma area mais ampla com muitas ruas e praças, isto já prevendo um novo terramoto se utiliza construção anti-sísmica do sec.. XVIII, Marquês de Pombal, foi o estadista responsável pela reconstrução de Lisboa, bem como todas as mudanças econômicas e sociais nascidas após o terremoto.

Cruzando a Avenida da Liberdade até chegarmos á praça Marquês de Pombal onde iremos parar junto ao Parque Eduardo VII e tentar entender a relação e os tratados entre Portugal e Inglaterra e a importância desta relação no futuro do Brasil e apreciar esta fantástica vista.

Depois de almoço nosso Tour de Lisboa, continua para Belém, um autentico livro aberto durante período da expansão marítima dos Portugueses,  lugar dos antigos estaleiros e portos de Lisboa, daqui sairam corajosos exploradores portugueses no século XV descobrindo as rotas marítimas para a Índia, África e Brasil, comemorando este passado glorioso, financiado pela vasta riqueza que fluía para Portugal das colônias.

Aqui vamos então visitar estes três importantes Monumentos; A Torre de Belém, Mosteiro dos Jerónimos e o Padrão dos Descobrimentos, sendo a última paragem será na fábrica dos pasteis de Belém, para degustar este fabuloso doce conventual que atrai milhões de pessoas todos os anos.

Pastel de Belém

Pernoita em Lisboa

2ºDia

Sintra - Cascais - Estoril

No segundo dia de nosso roteiro 14 dias Portugal, será o dia para visitar Sintra, começaremos pelo Palácio de Queluz ( visita opcional ), neste palácio onde se encontrava a família Real Portuguesa aquando da invasão dos Frances, que os “obrigam” a mover a capital para o Brasil e onde curiosamente nasceu e morreu Dom Pedro IV de Portugal que em simultâneo foi Dom Pedro I do Brasil.

Seu estilo rococó é se destaca nos seus fantásticos  jardins desiguais bem disfarçado pela sequência de terraços e galerias com colunas da Toscana, encimado por uma escadaria monumental, um decoração forte em estatuária claramente inspirada na mitologia clássica e alegórica, conotou a beleza geométrica das sebes de buxo e os azulejos policromáticos com a pedra e o bronze das muitas de suas estátuas.

Tempo agora para disfrutar do centro de Sintra, com seus becos e ruelas. No centro histórico de Sintra, tem ao seu dispor inúmeras lojas de artesanato Português, bem como os famosos Travesseiro de Sintra, na Pastelaria Piriquita, tempo livre para desfrutar deste local maravilhoso.

Sintra um local com uma grande concentração de monumentos históricos e atracções turísticas bastante interessantes, aqui vamos encontrar mais de 10 monumentos nacionais, incluindo palácios opulentos, ruínas antigas e casas palacianas decorativas dispersas pelas diferentes colinas da região isto em caminhos pedestres bastante desafiadores.

O seu guia o irá ajudar a decidir qual o palácio a visitar ( sugerimos um máximo de dois ), entre; Palácio de Queluz, Palácio da Pena, o Palácio de Monserrate, a Quinta da Regaleira ( com seu poço iniçiatíco ), se deseja algo mais Medieval talvez o Castelo dos Mouros, a escolha é sua de acordo com o seu gosto ou curiosidades.

Continuamos então pela sempre bela a serra de Sintra em direcção a Cascais por Colares, paragem obrigatória para visitar o Cabo da Roca (ponto mais ocidental do continente europeu), “onde a Terra termina e o mar começa” palavras de Luís de Camões escritas em Os Lusíadas, (Canto VIII).

O imponente Farol com 165 metros de altura construído em 1772, o “poder” do Oceano Atlântico, revelando-nos um dos lugares mais emblemáticos em Portugal,  local de extrema importância no período da expansão Marítima.

Chegando à vila de Cascais com a sua lindíssima baía hoje um local bastante aprazível para viver ou até umas pequenas férias, repleta de pequenos barcos de pescadores, tempo livre para explorar esta pequena vila, tão reconhecida que atrai milhares todos os anos.

Entre a baía de Cascais e a serra de Sintra, Cascais foi durante século XIX, o local escolhido pela família real Portuguesa para férias que acabou por arrastar toda a nobreza, no Largo de Camões, no centro histórico, vai encontrar muitas lojas e restaurantes. storil, palco da espionagem durante a segunda guerra Mundial, onde viveu Yan Fleming o conceituado escritor dos livros que deram origem ao 007 onde se pode deslumbrar as imensas propriedades bem como o Casino do Estoril (considerado o maior da Europa).

Queijada de Sintra

Pernoita em Lisboa

3ºDia

Óbidos - Nazaré - Fátima - Coimbra

Saindo de Lisboa, chegaremos então em Óbidos, ( património mundial da Unesco ), iremos  fazer uma viagem no tempo até ao período medieval e explorar as belas e estreitas ruas caiadas de branco que Óbidos têm para nos oferecer.

Óbidos pertenceu ao pentagono defensivo dos cinco Castelos, isto pelas mãos dos Templários, mais tarde usado como um presente de casamento de D. Dinis para sua esposa D. Isabel, a vila se tornou parte da Casa das Rainhas, a maioria das rainhas portuguesas em Portugal aqui se financiavam, deixando lá também grandes benefícios D. Catarina manda construir o aqueduto e as fontes.

Aqui vamos também partir á descoberta de um dos licores mais conhecidos e apreciados, a ginja de Óbidos, preparado ?

Continuando nosso passeio chegamos então á vila piscatória da Nazaré ( a mais carismática vila piscatória em Portugal ), onde podemos ver a seca do peixe na praia, bem como a vida das senhoras das “sete saias”orgulhosamente mostrado pelas próprias. Hoje a Nazaré é também conhecida pelas suas ondas gigantes, sim as maiores ondas no Mundo são aqui em Portugal.

Tudo graças ao fenómeno do Canhão da Nazaré, ondas fenomenais que fizeram a Nazaré famosa em todo o mundo, em 2013 o surfista americano McNamara quebrou o recorde mundial ao surfar uma onda de cerca de 30 metros de altura, mediante o período do ano podemos ver-las com os nossos olhos.

Chegamos então a Fátima considerada por muitos um dos mais importantes Santuários Marianos do mundo, onde prestaremos homenagem a nossa Senhora na Cova da Iria através da visita ás duas Basilicas ali existentes; Nossa Senhora do Rosário e Santíssima Trindade e claro á mais antiga a Capela das Aparições.

A Capela das Aparições, foi primeira Capela a ser construída logo a seguir ás aparições de nossa senhora, localizada no centro do Santuário é um lugar imperdível, não pela grandeza, mas pelo significado, obrigatória a sua visita.

Num extremo a Basílica de Nossa Senhora do Rosário, construída em 1928 com uma arquitetura neo-barroca, aqui vai encontrar os túmulos dos três pastorinhas as crianças ( francisco e Jacinta ), e agora também o túmulo de Irmã Lúcia, falecida em 2005, no outro extremo a imponente Basílica da Santíssima Trindade, construída em 2007 com mais de 8.000 lugares e 40.000 m² de área projetada pelo arquiteto grego Alexandros Tombazis, de Fátima seguimos para Coimbra para Pernoita.

Ginja de Óbidos

Pernoita em Coimbra

4ºDia

Coimbra

​Visita á cidade de Coimbra; Paço da Universidade onde a Biblioteca Joanina ocupa um lugar de destaque já dentro da Universidade.

IMPORTANTE – Se na visita a Coimbra a visita interior á Universidade é imprescindível para si, avise-nos durante a reserva de seu roteiro 14 dias Portugal para efetuarmos a reserva dos ingressos na Universidade ( não incluso no valor ), pois a visita á Biblioteca Joanina é numerada e de outra forma será praticamente impossível fazer a visita no momento, depois da reserva feita será cobrada ao cliente o valor do mesmo no final do passeio ( 11,5€/pessoa ), mesmo qua visita não seja efetuada por desistência do cliente ou atraso do mesmo.

A construção da Biblioteca Joanina começou no ano de 1717, por cima do antigo cárcere do Paço Real, com o objectivo de albergar a biblioteca universitária de Coimbra, e foi concluída em 1728, seu tecto, os frescos foram executados pelo ilustre Mestre António Ribeiro e Vicente Nunes, e o retrato de Dom João V ao fundo da sala foi feito pelo italiano Domenico Dupra.

Depois de apreciar a biblioteca, continuaremos visitando a Universidade de Coimbra e visitaremos outros lugares interessantes como; Capela de São Miguel, a sala dos Capelos”, Torre “cabra” entre outras. Apesar de ter sido construída no seguimento do projecto régio de reforma dos estudos universitários (consequência da difusão das correntes iluministas em Portugal), a Biblioteca Joanina é reconhecida como uma das mais originais e espectaculares bibliotecas barrocas europeias.

Ainda em Coimbra em nosso roteiro visitamos a Baixa de Coimbra ou Centro Histórico de Coimbra é a denominação dada á zona central da cidade de Coimbra, em Portugal. A designação foi desenvolvida com a separação entre a “Alta”, onde vivia a nobreza, o clero e, mais tarde, os estudantes e a “Baixa”, predominada pelo comércio, artesanato e bairros ribeirinhos.Uma região para relaxar e deixar-se perder nesta encantadora cidade, suas ruas estreitas, lindos becos e praças, onde encontrará inúmeros cafés, pastelarias e restaurantes. A Baixa de Coimbra muito rica em cultura e com uma gastronomia inesquecível, esta área tem sido o centro comercial da cidade há centenas, senão milhares de anos, mantendo a sua atmosfera genuína e personalidade única.

Uma sugestão de visita será a Catedral do século XII em estilo românico a, o Arco da Almedina e visita a Igreja de Santa Cruz onde está enterrado o primeiro rei de Portugal, Afonso Henriques (Afonso I).

Tempo livre para desfrutar da Baixa de Coimbra. Possível almoço em Mealhada, famoso pelo seu leitão assado.

Pasteis de Tentúgal

Pernoita em Coimbra

5ºDia

Coimbra - Aveiro - Costa Nova - Porto

​Aveiro a Veneza Portuguesa com seus canais, anteriormente utilizados para o transporte do sal e da moliça, explorar o seu centro histórico com inúmeros edifícios Art Nouveau todos catalogados, bem como o seu mercado contudo por Gustavo Eiffel, isso mesmo o mesmo que construiu a Torre Eiffel.

Tempo para conhecer e experimentar a sua doçaria tradicional, os “ ovos moles”, possível passeio de barco Moliceiro esse pequenos barcos que quase se assemelham a gôndolas. Visita ás salinas, a industria do Sal, continua a ser importante neste centro que durante muitos anos se dedicou á salga do bacalhau.

Os palheiros da Costa Nova são famosas e castiças casas de riscas existentes na praia , originalmente em tons de vermelho ocre e preto, utilizados como antigos armazéns de alfaias da pesca, mais tarde. As famílias dos seus sócios, escrivães e “arrais” de outras companhias foram sendo atraídas para a zona nos meses de verão e outono, transformando-os nos atuais “palheiros”, com riscas coloridas, bem à “moda burguesa de ir a banhos” da segunda metade desse século, para que pudessem servir como habitação na estação balnear.

Chegada ao Porto.

Degustação de Ovos Moles de Aveiro

Pernoita no Porto

6ºDia

O Porto

Dia dedicado na integra á visita do Porto, a segunda maior cidade em Portugal, começaremos nosso passeio pela Casa da Musica este monumental anfiteatro com uma arquitectura moderna mas funcional, em direção a Matosinhos com seu porto e a Foz onde vive a classe média-alta da região do Porto.

Já na Baixa do Porto, pela avenida dos Aliados tendo com a prefeitura como edifício mais emblemático, bem como a estátua de Dom Pedro I do Brasil, o que demostra o amor do mesmo pela cidade, uma vez que aqui deixou o coração.

Logo de seguida nosso Tour nos levará a visitar uma das mais famosas e belas livrarias em todo o mundo a livraria Lello, razão que levou a um dos filmes do celebre Harry Potter ter sido inspirado nesta livraria extremamente charmosa com o interior parecendo madeira, de seguida a Catedral do Porto com uma vista fantástica da cidade, o Palácio da Bolsa, a Igreja de São Francisco entre outros.

Nosso Tour do Porto nos levará a cruzar a Ponte de D. Luis, para Gaia onde iremos visitar uma das caves do Vinho do Porto, para entender todo o processo  da produção deste vinho único que é o vinho do Porto, bem próximo temos o Mosteiro da Serra do Pilar com uma vista deslumbrante da cidade do Porto bem como a foz do rio Douro.

Visita e degustação em Cave

Pernoita no Porto

7ºDia

Os caminhos de Santiago

Segundo a tradição católica, foi o apóstolo Santiago Maior que difundiu o cristianismo na península Ibérica tendo sido decapitado em Jerusalém por ordem de Herodes Agripa I (neto de Herodes, o Grande) e os seus restos mortais foram depois trasladados para a Galiza numa barca de pedra. Devido às perseguições dos romanos aos cristãos da Hispânia, o seu túmulo foi abandonado no século III.

Santiago oferece-lhe serenidade, história com a sua universidade e estudantes trajados a rigor, ruas medievais cheias de música, arte e peregrinos vindos de todo o mundo que partilham as suas experiências. A Catedral de Santiago Compostela com uma arquitectura bastante eclética, embora as duas maiores são Barrocas, ricos e ostentativos detalhes da fachada, quase em sua totalidade barroca, que contrasta com a concepção sóbria do edifício, marcado por arcos, pelas paredes maciças e por poucas janelas.

Uma atração a não perder é o bota-fumeiro criado para solucionar o problema do cheiro dos peregrinos que por vezes estavam anos sem se lavar, esta peça é a maior do mundo deste tipo e possui 1,60 m de altura e pesa 80 kg e encontra-se pendurada por uma corda com 30 metros de comprimento sendo precisos oito homens para balançá-lo.

Em Santiago existem muitos Museus: o Museu da Catedral, com a história de Santiago e da construção da Catedral; o Museu do Pobo Galego, com exposição da arqueologia, arquitetura e cultura galegas ao longo dos tempos; Museo das Peregrinacións e de Santiago; o Centro Galego de Arte Contemporânea (CGAC) teve projeto do arquiteto português Álvaro Siza; e o Museo de Terra Santa, no convento de São Francisco, apresenta a história da Terra Santa e do Estado de Israel.

Caprichos de Santiago

Pernoita no Porto

8ºDia

Braga - Guimarães

Descobrir esta região é envolver-se com o Minho, em Guimarães, cidade Património da Humanidade desde 2001, localizada na colina sagrada onde uma estátua de Dom Afonso Henriques permanece vigilante.

Aí descobriremos os segredos de seu castelo e da fundação de Portugal, igreja de São Miguel e Paço dos Duques de Bragança. Percorremos as suas ruas que parecem ter saído de uma fábula medieval e onde pontificam bonitas praças como a de São Tiago, Toural e Oliveira. Não poderemos também desperdiçar a oportunidade de provar um pastel de Santa Clara.

Após o almoço iremos conhecer Braga, uma cidade moderna que apesar disso se sente que também os antigos romanos por lá passaram. Visitaremos a sua Catedral, local onde está guardada a cruz utilizada na primeira missa rezada no Brasil, admirar os seus magníficos órgãos de tubos, conhecer o coro alto e as capelas mortuárias de alguns arcebispos Bracarenses onde encontraremos os túmulos dos pais do primeiro rei de Portugal(D. Afonso Henriques).

Já imaginou ser levado por um elevador  movido a água utilizando contrapesos de água, o mais antigo no Mundo sem nunca ter conhecido um acidente, com  um depósito da cabine que se encontra na parte superior do percurso é atestado de água para, através da diferença de peso, fazer a outra cabine subir a encosta, sendo a água esvaziada quando chega ao sopé.

A visita não ficará completa sem passarmos por algumas atrações da cidade como o Paço Episcopal com os seus jardins denominados de Santa Bárbara,o Largo e a igreja da Cruz e finalmente a praça da República onde se sente o pulso a esta cidade vibrante. Haverá ainda tempo para deixar-mo-nos envolver espiritualmente pelas suas capelas que nos contam a Via Sacra e relaxar nos seus verdejantes jardins.

Viagem no elevador a água

Pernoita no Porto

9ºDia

Porto - Amarante - Vale do Douro

Amarante, a nossa primeira paragem e onde poderemos rezar a um conhecido santo casamenteiro, São Gonçalo de Amarante e também admiramos a igreja e convento com o nome da venerável figura poderemos também ver a ponte do Séc XVIII que une as margens do Rio Tâmega, o maior afluente do Douro.

Podemos ainda visitar Vila Real, mais propriamente até à freguesia de Mateus para podermos admirar uns dos mais belos palácios barrocos de Portugal com os seus jardins e história. Neste Palácio ou Solar de Mateus teve origem o afamado vinho Mateus Rosé.

Nosso roteiro segue então para o Alto Douro vinhateiro, para admirar uma vista de cortar o fôlego no Miradouro de Casal de Loivos e visitar a estação de comboio do Pinhão onde os 24 painéis de azulejos nos mostram o trabalho árduo na produção do precioso néctar. Esta região foi considerada pela Unesco como património da humanidade em 2001.

E agora a razão que nos trouxe ao Vale do Douro, a visita uma Quinta, onde vamos entender todo este processo, desde o cultivo, a poda, a vindima, até ao tão esperado produto final o vinho e com certeza que no final iremos em conjunto ter a mesma opinião, o tanto que custa a produção do mesmo é claro que para além de tanta conversa, chega a vez de provar o mesmo.

Visita e degustação numa Quinta

Pernoita em Peso da Régua

10ºDia

Vale do Douro - Serra da Estrela - Monsanto

Este dia de nosso roteiro 14 dias Portugal começa com uma visita a Lamego, mais precisamente no Santuário de Nossa Senhora dos Remédios com a sua escadaria, construída no século XVIII, no cume do Monte de Santo Estêvão, em honra da Senhora dos Remédios, padroeira de Lamego.

Sua escadaria, do centro da cidade até o topo do Monte, cheio de lugares sagrados e recantos surpreendentes, é provavelmente o maior símbolo de devoção a Nossa Senhora dos Remédios.

Na Serra da Estrela vamos subir á Torre, o ponto mais alto de Portugal Continental com 1993 metros de altura, esta região  é das poucas regiões portuguesas abençoadas com a queda de neve, ficando revestida todos os anos de um extenso manto branco na altura do inverno e local da única Estância de esqui do país. As temperaturas mais baixas em Portugal são habitualmente registradas no cume da serra da Estrela, com mínimas que ocasionalmente podem atingir a marca de -20°c no Inverno.

Tempo para visita e conhecer um dos produtos que torna Portugal tão conhecido no Mundo, sim…o pão. O Museu do Pão, sediado em Seia, é um museu privado que pretende recolher, preservar e exibir os objetos e o património do pão português. Desde esse ano de 1996 e até à sua abertura, a 26 de Setembro de 2002, procedeu-se à recolha do espólio, seja através de compra em antiquários, alfarrabistas e leilões, seja através de doações.

De seguida chegamos a Monsanto, uma das aldeias históricas de Portugal, conhecida como a “mais portuguesa de Portugal”, com vestígios de ocupação humana desde o Paleolítico, Monsanto foi doada por D. Afonso Henriques  ( o primeiro Rei de Portugal )à Ordem dos Templários após a sua conquista aos mouros.

Localizada num local íngreme, na encosta de uma colina, Monsanto é único, um ambiente tranquilo e autêntico.

Visita a Queijaria

Pernoita em Monsanto

​​

11ºDia

Monsanto - Tomar - Marvão

Saindo de Monsanto para Tomar, nesta que ficou conhecida como a cidade dos Templários, a parte mais antiga da cidade ( Medieval ) orientada em pontos cardeais em cruz, com um convento em cada um de seus extremos no centro a  Praça da República, com a Igreja Matriz, a oeste a colina do Castelo e do Convento de Cristo. Inúmeras lojas de comércio tradicional aqui podemos encontrar  também o café mais antigo famoso pelas suas queijadas de amêndoa e de chila e as tradicionais Fatias de Tomar, feitas apenas com gemas de ovos e cozidas em banho-maria numa panela muito especial reza a lenda inventada por um latoeiro da cidade em meados do século XX.

Visita á Igreja de Santa Maria do Olival, edificada no século XII e foi a sede da Ordem dos Templários no país. Com 3 naves foi classificada como Monumento Nacional em 1910 e é um dos exemplares mais emblemáticos da arte gótica em Portugal. Aqui estão supultados Guladim Pais, fundador da cidade, e outras grão-mestres da Ordem, uma Igreja que parece mais pequena que na realidade é uma vez que está enterrada dois metros abaixo do chão.

A construção do Convento de Cristo iniçia-se com o castelo templário, na vanguarda da arquitetura militar medieval do mesmos período a Charola, românica, inspirada na Igreja do Santo Sepulcro de Jerusalém e que assumia a dupla função de oratório e de atalaia militar. Quando a Ordem Militar do Templo foi extinta, D. Dinis, em Portugal, cria a Ordem Militar de Cristo, que vem a ser herdeira dos bens, graças e privilégios que haviam pertencido aos templários.

Chegando a Marvão, vamos desfrutar do Alentejo, a região mais extensa em Portugal, com suas planícies cheias de Oliveiras e sobreiros ( árvores de cortiça). Marvão próximo com a fronteira de Espanha, no ponto mais alto da bonita Serra de São Mamede, na região Alentejana num ambiente de paz de espírito e tranquilidade, rodeada por muralhas do século XIII e do século XVII, erguendo-se bem alta esta histórica vila de ruas sinuosas e branco casario.

Entradas no Convento de Cristo

Pernoita em Marvão

12ºDia

Marvão - Estremoz - Évora

Saindo de Marvão vamos agora para o Estremoz  a “cidade branca” deve-se, a cor de suas casas e também o célebre “Mármore de Estremoz”, que tornou a cidade conhecida a nível internacional. A extração desta matéria-prima no Alentejo faz de Portugal o segundo maior exportador do mundo, contribuindo Estremoz com cerca de 90% do total de mármore, possível visita a uma jazida.

Tempo agora para desfrutar-mos de Évora, explorar esta bela vila medieval que trai milhares de pessoas todos os anos, sendo que a Capela dos Ossos atrai mais atenções, esta capela sinistra com as paredes e pilares revestidos com ossos e crânios humanos calcula se que sejam mais 5.000 monges. Não se assuste quando na entrada ler; “Nos ossos que aqui estamos pelos vossos esperamos” pois só nos leva refletir sobre a vida.

Outro monumento de grande valor é o Templo de Diana ou Templo de Évora, que faz jus á importância que os Romanos davam a esta bela cidade, junto á Catedral, construída no período romano, daqui podemos ver o magnífico aqueduto da “Água da Prata”, fora das muralhas da cidade e estendendo-se da periferia da cidade, alguns dos seus arcos ainda são visíveis dentro da cidade, construída no século XVI para garantir o transporte de água.

Não só Romanos aqui viveram, os árabes construíram as suas ruas e vielas nos séculos XI e XII, Évora foi ainda residência de alguns reis portugueses, um ponto de convergência de artistas de renome, apoiado pelo patronato e dinastia reinantes de Portugal.

Acabando nosso dia com a visita com a visita a uma fábrica de cortiça tradicional onde iremos aprender todo o processo, desde conhecer a árvore ( sobreiro ), sua extração, a escolha, preparação até ao produto final.

Sabia que a casca do Sobreiro cresce a cada ano e que de nove em nove anos ela tem de ser retirada da árvore, chegando aos 25 centímetros de espessura, o material que perfeito resistente ao calor, frio e fogo, após a remoção da cortiça a árvore volta a regenerar-se, Portugal é responsável por 55% da produção mundial de cortiça, hoje muito valorizada quer em revestimentos decorativos para paredes e pisos, ou até o fabrico de artigos desportivos o material ideal para os grãos de basebol ou o cabo de varas de pesca.
No entanto em muitos Países a cortiça é mais conhecida por ser matéria-prima das rolhas de vinho uma vez que permite que micro-porções de oxigénio entrem em contato com o vinho, para que o vinho possa “envelhecer” mantendo a sua qualidade.

Visita a uma Fábrica de Cortiça

Pernoita em Évora

​​

13ºDia

Évora - Monsaraz

Este será um dia mais “calmo” completando para visitar os monumentos de Évora, não visitados no dia anterior também Monsaraz, rodeada de uma paisagem maravilhosa, e do alto do seu Castelo, vila de cal e xisto onde o tempo parou, entre lojas de artesanato local e velharias, está um rico património de onde se destacam a Igreja Matriz de Nossa Senhora da Lagoa, os Antigos Paços da Audiência, a Ermida de São Bento, a Torre de São Gens do Xarez.

Neste dia vamos visitar uma vinícola, acompanhando todo o processo deste ” nectar” dos Deuses onde faremos ainda provas de vinhos em algumas das mais importantes vinícolas Portuguesas, a escolha da visita prende-se com a agenda da mesma, que poderá ser de um vasto leque de vinícolas desta região como a Cartuxa ou Ervideira.

Uma região que produz uns vinhos únicos,  isto numa região de clima quente e seco, sendo indispensável usar sistema de gotejamento na vinha, com solos e relevos uma zona muito ensolarada que permite uma perfeita maturação das uvas.

O Alentejo á uma região praticamente plana que produz vinhos brancos geralmente macios, levemente ácidos e com aromas de frutas tropicais, já os vinhos tintos são encorpados, ricos em taninos e com aromas de frutos silvestres e vermelhos.

Visita e degustação em vinícola

Pernoita em Évora

14ºDia

Évora - Setúbal - Azeitão - Lisboa

No regresso a Lisboa paramos para uma boa sardinhada em Setúbal, onde os pescadores, os barcos, o rio e o mar são inseparáveis ​​na identidade de Setúbal, visível nas centenas de barcos ancorados ao longo da frente ribeirinha, contrastando com a pele bronzeada de homens de labuta, gente  do mar, acostumados a superar todos os diferentes desafios, com uma sabedoria e humor peculiares, capaz de pintar quadros com palavras que deixam qualquer um hipnotizado.

O centro de Setúbal “Praça do Bocage”, ponto de encontro dos locais, cheio de esplanadas e dedicado a uma das maiores figuras da poesia portuguesa, a sua estátua com os olhos fixos no mar, é o marco desta praça bastante movimentada.

O Parque da Arrábida este belo parque com uma vista maravilhosa, sobre o Atlantico e a Península de Tróia, que tão ficou James Bond no 007 “ao serviço de sua majestade”, depois vamos à Piriquita e lá nos perdermos numa visita guiada entre túneis e barris, até que a garganta refresque com um par de taças de vinho, dentro de nossa programação podemos ainda visitar uma fábricas de azulejos tradicionais desta região Azeitão, fies réplicas de azulejos dos Séc. XVI ao Séc. XVIII, tudo feito de uma forma artesanal.

Visita a uma fábrica de azulejos artesanais

Pernoita em Lisboa

Final

Transfer para o aeroporto

Monsaraz Alentejo Evora
Tour Sintra Cascais e Estoril
Castelo de Óbidos
roteiro 14 dias Portugal
roteiro 14 dias Portugal
roteiro 14 dias Portugal
roteiro 14 dias Portugal
Tour Vale do Douro
roteiro 14 dias Portugal
Palácio de Mafra e Santuário do Bom Jesus em Braga já são património Mundial da Unesco
Melhor época para ir a Portugal
roteiro 7 dias Portugal
roteiro 14 dias Portugal

Tour Reviews

5.00 based on 4 reviews
23 Maio, 2018

Bom dia Hugo,
Os dias que passamos em vossa companhia foi o auge de nosso passeio.
Como você mesmo escreveu é dificil encontrar palavras para expressar a nossa satisfação.
Muito obrigado pela atenção e um MUITO OBRIGADO especial ao Rodrigo que se tornou amigo de todo o grupo.
Podes ter certeza que voces serão lembrados em toda oportunidade que tivermos.
Mas uma vez MUITO OBRIGADO !!!

15 Junho, 2019

Passagem para Lisboa

22 Junho, 2019

Eu, Adilson, e a Maria do Céu que agrademos pela receptividade ,profissionalismo e competência com que o Rodrigo nos proporcionou ao longo de nossa estadia neste Grande País que é Portugal.
Deixo os nossos Parabéns Hugo pela condução da vossa Empresa e com Profissional de alto gabarito que é o Rodrigo .
Transmita a Ele para nos

Um forte abraço de mim a da minha Esposa Maria do Céu

Obrigado

26 Novembro, 2019

Caro Hugo,

Desculpe a demora em responder o e-mail, voltei a trabalhar assim que cheguei e somente agora tive tempo para responder com calma.

Fizemos uma ótima viagem de retorno e chegamos bem ao Brasil.

Agradecemos a sua equipe pela atenção e disponibilidade. Ruben foi extraordinário… educado, profissional, cheio de histórias interessantes para nos contar sobre os pontos que passamos, super preocupado com nosso conforto e segurança, nos deu dicas de locais para comer bem… enfim… ele nos surpreendeu!

Não tem que agradecer pela forma simples e educada que os tratamos, assim devemos ser com todos, em foi um prazer estar com vocês.

Com relação a avaliação no TripAdvisor farei sim!

Em breve voltaremos a Portugal e contaremos com seus serviços.

Um abraço,

Márcia Rochelle, Rosilene Coelho e Valdira Bohn

Leave a Review

Rating